O MENINO QUE MORDEU PICASSO Antony Penrose

Pablo Picasso é conhecido por muitos como um dos maiores e mais revolucionários artistas de todos os tempos. Um expoente da arte moderna. Ele é mesmo tudo isso, mas, para Tony, era o amigo de infância que sempre visitava a casa de seus pais. Os dois gostavam de brincar com os animais e colocar máscaras, ainda que não fosse carnaval. Nestas visitas, o menino viu o artista esculpindo com restos de objetos, pintando retratos de sua mãe; ouviu falar dos filhos de Picasso e dos quadros que pintou deles; e ganhou presentes do próprio, como uma pequena escultura em madeira e um desenho, num dia em que estava muito triste porque não gostava da nova escola. 
 
Ilustrado com obras conhecidas e outras raras, mais “caseiras”, além de fotografias da família com Picasso, o livro é o registro destas divertidas memórias que, anos mais tarde, o menino Tony se esforçou em reavivar. Em 2011, quando se comemorariam os 120 anos de Picasso, ele pode se tornar seu amigo também. Só não vá lhe dar uma mordida – ele é capaz de, sem aviso, te morder de volta!
 
O menino que mordeu Picasso
Autor: Antony Penrose | Tradução: Jose Rubens Siqueira
Idioma: Português | R$ 42,00
 
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Livros. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s